18 de mai de 2008

Vida


Resolvi deixar o luto de lado, não que eu não vá mais sentir a falta do Luiz (jamais), mas vou seguir minha vida, como sei que ele também faria.

O luto não combina comigo.

Sou uma pessoa viva, alegre, transpiro alegria e vontade de viver.

Tudo na vida é superável, basta querermos.

Tô realizada profissionalmente, amo minha futura profissão.

Amo meus filhos, olha para eles todos os dias e vejo como é recompensador viver e manter-me assim: VIVA.


Primeira postagem "pós-luto" aguardem as outras...

Nenhum comentário: