19 de abr de 2009

Genteee!
Tô muito puooota!
Embasbacada.

Só mesmo no Maranhão, pra essa pessoa chamada Rosengana (ops!) Roseana Sarney ser nomeada Governadora. É mesmo muita secura desse bando viu?! E a doida ainda arranjou de bloquear a conta de TODOS OS SERVIDORES PÚBLICOS, é muito pertubada uma mulher dessas.
E o pior, é que deixa a impressão de que somos impotentes para resolvermos alguma coisa, que somos um bando de imbecís. Nããããããã, como pode depois de tanta peleija pra tirar essa raça do Comando, eles mexem os pauzinhos (ou outra coisa lá), e pimba! Volta a carniça que era antes.
E o mais cómico é a capacidade que eles têm de reverter o quadro a favor deles, (pelo menos a uma grande parte da populção que se deixou influenciar). Tá certo que o Dr. Jackson ficou meio sem chão no início, mas vá lá, antes ele do que uma perturbada. Como ela vai colocar Ricardo Murad como Secretário de Sáude?! Que diabos esse doido entende de saude meu povo? É por isso que a saúde é um caos.
Sou solidária ao Governador Dr. Jackosn Lago, apoio totalmente a causa dele.

Rose, me poooupe colega, você além de velha tá ficando doida.
O Maranhão é um ESTADO e não um brinquedo pra você decidir quando deve ou não voltar a usar e abusar.

RESPEITEM NOSSO VOTO: SARNEY NUNCA MAIS!! - Apesar de não adiantar.

Boa semana a vocês!!

Ps¹: Post romântico aí embaixo... =]

Bjo meu lindo.

5 comentários:

Ernani Netto disse...

Essa corja que se infiltrou nos altos escalões do governo, na verdade não refletem o povo que representam!

Bjaum

Lúcia disse...

Também fiquei totalmente surpresa! É lamentável!!! Boa semaninha p´ra ti! Bjins

rouxinol de Bernardim disse...

O povo já não é quem mais ordena! A «corja» é quem mais ordena!

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Entre o que vejo e o que digo,
entre o que digo e o que calo,
entre o que calo e o que sonho,
entre o que sonho e o que esqueço,
a poesia.
Desliza entre o sim e o não:
Diz o que calo,
cala o que digo,
sonha o que esqueço.
Não é um dizer: é um fazer.
É um fazer que é um dizer.
A poesia se diz e se ouve: é real.
E, apenas digo é real, se dissipa.
Será assim mais real?

(Octávio Paz – México)

Desejo uma semana iluminada, com muita paz e amor.
Do amigo
Eduardo Poisl

O Profeta disse...

Ó chamateia que fala da saudade
Ó canção que pões um brilho nos olhos
Ó mulher que tens a forma da viola
Ó que espalhas paixões aos molhos

E o cantar da meia-noite
A todos encanta e seduz
Cantar até que morra a voz
Cantar até que haja luz


Vem tocar uma Viola de dois corações



Mágico beijo